Segunda, 09 Outubro 2017 19:11

“Redes digitais são ambientes de construção da vida social”, destaca assessor na Jornada da Comunicação Regional

88 comunicadores, de dez dioceses do Regional Centro-Oeste da CNBB, participaram no fim de semana, dias 6 a 8 de outubro, da Jornada da Comunicação 2017, cujo tema de reflexão foi, “Testemunho digital: um chamado para todos”, em sintonia com o Ano Vocacional Mariano, compromisso proposto pelo regional neste ano.

A principal palestra foi conferida pelo doutor em Ciências da Comunicação, prof. Moisés Sbardelotto, que disse ser importante aproveitar em nossos dias, “as estradas digitais”, para promover uma comunicação cristã, que gera vida. “As redes sociais digitais, como ambientes de construção da vida social, podem ser também ambientes de testemunho cristão a partir da nossa presença, que deve expressar o que somos e aquilo em que acreditamos”, disse. Sbardelotto também orientou os caminhos desse testemunho: “positivo, cheio de amor, alegre e surpreendente”, pontuou.

O assessor também falou sobre o tema “responsabilidade dos cristãos nas redes sociais”. De acordo com o professor, é fundamental que os cristãos comunicadores saibam como usar as redes sociais, de modo que sigam os passos de Jesus. Ele apontou ainda erros graves que precisamos sempre buscar fugir ou corrigir. “Dentre os maiores pecados da mídia estão a desinformação, a difamação e a calúnia. Esses dois últimos são graves, mas não tão perigosos como o primeiro. Desinformar é dizer a metade do conteúdo, aquilo que é mais conveniente para mim, e não dizer a outra parte”, disse Sbardelotto, citando palavras do papa Francisco.

Durante o encontro, o presidente do Regional Centro-Oeste, Dom Messias dos Reis Silveira, presidiu duas missas, nas quais ele pediu que os comunicadores se coloquem a serviço do Reino de Deus e convertam os seus corações. “Quem escuta a Palavra de Deus não a rejeita e a coloca em prática”, declarou. Ele também rezou missa em honra a Nossa Senhora do Rosário, cuja festa foi celebra no dia 7. ‘Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo’. “Assim foi a saudação do anjo à Maria. Nesta manhã, o Senhor também nos visita e nos pede que nos alegremos, pois ele está conosco. Essa é a comunicação que todo comunicador precisa levar às pessoas”, motivou.

A vocação do comunicador

Dando continuidade ao tema vocacional proposto na jornada, Dom Messias e o padre Delton Filho, da Diocese de Uruaçu, desenvolveram reflexão sobre a vocação do comunicador, que primeiro deve ser de escuta: “ouvir o que Deus nos fala” e segundo, observar o próximo: “atitudes, gestos, expressões faciais e o olhar das pessoas”. “Essa é a vocação do comunicador”, explicou o bispo. Ao afirmar que todos os fiéis batizados são chamados a ser comunicadores, ele fez os seguintes questionamentos: “precisamos sempre nos perguntar: ‘o que eu quero ser como comunicador? Onde Deus me quer? Como Deus me quer?’”. Padre Delton deu continuidade ao tema destacando a graça do encontro. “Toda vocação é fruto de um encontro. Nós precisamos encontrar o código de comunicar de Cristo, para evangelizar melhor”, afirmou.

A Jornada da Comunicação contou também com a apresentação do Mutirão Brasileiro de Comunicação (Muticom), que será sediado em 2019, em Goiânia. O evento foi apresentado pela coordenadora do Vicariato para a Comunicação (Vicom), da Arquidiocese de Goiânia, Eliane Borges. Em sua fala, ela comentou a participação da Arquidiocese na última edição, realizada em agosto passado, em Joinville (SC). “Recebemos a tarefa de sediar esse grande evento nacional de comunicação e foi uma honra”, disse Eliane. A assessora de comunicação da Arquidiocese, Talita Salgado, logo após, contou como está sendo feita a articulação do Vicom com a Pastoral da Comunicação nas paróquias.

No domingo (8), encerramento da jornada, os participantes rezaram o terço com meditação de temas relacionados à vocação. O momento foi conduzido pelos seminaristas Glauber Roberto, da Diocese de Ipameri, e por Neilton Mendes, da Diocese de São Luís de Montes Belos. A missa de encerramento foi presidida pelo bispo diocesano de Anápolis, Dom João Wilk. Ele focou a reflexão no tema da liturgia do 27º Domingo do Tempo Comum, perguntando aos presentes se, como frutos da vinha do Senhor, estavam sendo frutos bons ou frutos selvagens. Ele terminou a sua homilia lembrando que “Jesus é o Caminho, a Verdade e a Vida”.

O coordenador regional da Pascom, irmão Diego Joaquim, concluiu o encontro com um momento de avaliação, pedindo para que fossem destacados os pontos positivos e negativos e também para que os presentes dessem sugestões para a próxima Jornada, que acontecerá ano que vem em Rubiataba (GO), Diocese de Rubiataba-Mozarlândia, de 19 a 21 de outubro. Por fim, ao meio dia, um delicioso almoço foi servido.

Fotos: Rudger Remígio/Arquidiocese de Goiânia/Informações: Marcos Paulo Mota



Testemunha e anuncia o Evangelho de Jesus Cristo, promovendo a comunhão e a participação ativa no processo comunicacional e consolidando a missão da Igreja por meio da comunicação. "É a pastoral do ser e estar em comunhão com a comunidade. É a pastoral da acolhida, da participação, das inter-relações humanas, da organização solidária e do planejamento democrático do uso de recursos e instrumentos de comunicação” (Doc. 75 – Igreja e Comunicação - CNBB)

 

Bispo referencial

Dom Messias dos Reis Silveira

Coordenador: Irmão Diego Joaquim

Contatos: (62) 9961-1732

E-mail: pascomcnbbco@gmail.com
 

© 2017 CNBB Centro-Oeste - Todos os direitos reservados

Rua 93, nº 139, Setor Sul, CEP 74.083-120 - Goiânia - GO - 62 3223-1854